Edições Anteriores

Histórico (english below)

2012

CINEFOOT 2012 transformou o Espaço Itaú de Cinema (RJ), o CCJF-Centro Cultural Justiça Federal (RJ), o Museu do Futebol (SP) e o Reserva Cultural (SP), em verdadeiras arenas repletas de espectadores-torcedores apaixonados pela cultura cinematográfica do futebol.

No Rio de Janeiro, o CINEFOOT exibiu 41 filmes (25 curtas e 16 longas-metragens). Na sessão especial de abertura foram exibidos os filmes MATCH (Rússia – 2012, inédito no Brasil), de Andrei Malyukov, e MEU GLORIOSO SÃO CRISTÓVÃO (RJ – 1978), de Ney Costa Santos.

As mostras competitivas do Rio de Janeiro, realizadas no Espaço Itaú de Cinema, tiveram como vencedores, através do voto popular:

Taça Cinefoot / Melhor Longa-Metragem: COPA UNIÃO (RJ), de Diogo Dahl e Raphael Vieira.

Alexandre Niemeyer (Canal 100) entrega a Taça CINEfoot ao  diretor  Diogo Dahl (“Copa União”)

Taça Cinefoot / Melhor Curta-Metragem: GAÚCHOS CANARINHOS (RS), de Rene Goya Filho.

 

Em São Paulo, foram exibidos 18 curtas e 7 longas-metragens. As mostras competitivas foram realizadas no Museu do Futebol e no cinema Reserva Cultural.

Na sessão especial de abertura, no Auditório Armando Nogueira, no Museu do Futebol, foram exibidos CANAL 100: SANTOS TRICAMPEÃO PAULISTA E MILÉSIMO GOL (RJ – 1969), de Carlos Niemeyer; GAÚCHOS CANARINHOS (RS – 2007), de Rene Goya Filho; e SANTOS, 100 ANOS DE FUTEBOL ARTE (SP – 2012), de Lina Chamie.

Pela primeira vez, o público paulista pode escolher os vencedores das Taças Cinefoot.

Taça Cinefoot / Melhor Longa-Metragem: BAHÊA, MINHA VIDA – O FILME (BA), de Marcio Cavalcante.


Taça Cinefoot / Melhor Curta-Metragem: O PEQUENO TIME (Espanha), de Roger Gómez e Davi Resines.

 

O Museu do Futebol foi palco ainda da 2ª MOSTRA DENTE-DE-LEITE. Em 2012, a sessão teve caráter competitivo e o público que superlotou o auditório Armando Nogueira escolheu como vencedor ERNESTO NO PAÍS DO FUTEBOL, de André Queiroz e Thaís Bologna.

Esta edição do CINEFOOT São Paulo contou com o patrocínio da Petrobras.

CINEFOOT-LAB / Oficinas Audiovisuais

Realizado na sede do Criança Esperança-Cantagalo (RJ), o 1° CINEFOOT-LAB / Oficinas Audiovisuais reuniu jovens moradores do Cantagalo e do Projeto Luar, de Duque de Caxias. Contando com a coordenação de Chico Serra e a participação dos cineastas Luciano Vidigal e Gustavo Mello, os participantes produziram dois curtas-metragens. Esta foi a primeira experiência destes jovens com o cinema. Confira os curtas do 1° CINEFOOT-LAB / Oficinas AudiovisuaisVanderson x QatarFragmentos de uma Realidade.

CINEFOOT AO AR LIVRE

Em parceria com o Diretor Luciano Vidigal e o produtor Cavi Borges, o CINEFOOT promoveu a primeira exibição no Vidigal (RJ) do filme COPA VIDIGAL, vencedor da Taça Cinefoot 2011. A exibição ao ar livre contou com a presença de centenas de espectadores e do protagonista do documentário, Professor Cypa, que recebeu a Taça Cinefoot das mãos de Luciano Vidigal.

HOMENAGENS

As homenagens do CINEFOOT 2012 tiveram como eixo conceitual o “100” e as celebrações centenárias. O CANAL 100 centralizou as homenagens enriquecendo a programação com verdadeiras joias cinematográficas: curtas-metragens sobre os quatro grandes clubes do Rio de Janeiro, a obra FLA X FLU à Sombra das Chuteiras Imortais, além de outros dois filmes sobre o Santos FC e o maravilhoso longa Brasil Bom de Bola, de Carlos Niemeyer.

No campo das efemérides centenárias, o CINEFOOT prestou as seguintes homenagens:

Paissandu AC: Centenário da conquista do Campeonato Carioca de 1912. (Ver foto)

CR Flamengo: Centenário da introdução do futebol no clube. (Ver foto)

Aymoré Moreira: Centenário de nascimento (In Memoriam).

Clássico FLA X FLU: Centenário do clássico mais charmoso do mundo. (Ver foto)

Nelson Rodrigues: Centenário de nascimento (In Memoriam). (Ver foto)

Santos FC: Centenário do clube. (Ver foto)

Domingos da Guia: Centenário de nascimento (In Memoriam). (Ver foto)

HOMENAGENS ESPECIAIS:

Oscar Maron Filho: Homenagem ao documentarista, Diretor de MÁRIO FILHO, O CRIADOR DE MULTIDÕES (In Memoriam).

Seleção Bi-campeã mundial no Chile 1962: Através da homenagem ao centenário de Aymoré Moreira, técnico da Seleção Brasileira Bi-Campeã, no Chile, homenageamos o selecionado brasileiro.

Josef Jelinek: no âmbito da celebração ao Bi da Seleção brasileira, convidamos ao Brasil o camisa 11 da República Tcheca que enfrentou o Brasil em 1962, na final do Mundial, no Chile. Jelinek teve encontros emocionantes com Zagallo, Pepe e Coutinho, adversários da final.

CONCURSO CINEFOOT – 100 ANOS DE PAIXÃO

Numa sessão interativa realizada no Espaço Itaú de Cinema, o público elegeu o melhor vídeo do Concurso CINEfoot 100 Anos de Paixão, que reuniu filmes enviados pela internet dos 9 clubes brasileiros que completam 100 anos em 2012: América F.C. (MG), C.E. Rio Branco (Campos/RJ), C.R.B. (AL), Goytacaz (Campos/RJ), Operário Ferroviário E.C. (Ponta Grossa/PR), Riograndense F.C. (Santa Maria/RS), Santos F.C. (Santos/SP), Tupi F.C. (Juiz de Fora/MG), Vitória F.C. (ES).

O vencedor foi o vídeo “Decacampeão”, de Guilherme Penido, que trata da paixão pelo América-MG. (Ver foto)

MESA REDONDA: FUTEBOL – CULTURA E MERCADO

Sediada no Instituto Cervantes, no Rio de Janeiro, a Mesa Redonda: Futebol – Cultura e Mercado do CINEFOOT promoveu duas rodadas de debates. A primeira mesa exibiu quatro programas do Canal 100 e debateu o tema Cinema, estética e futebol: Canal 100. A segunda mesa trouxe a temática Oportunidades para setor o audiovisual em tempos de Copa do Mundo.

2011

Entre 26 e 31 de maio, no cinema Unibanco Arteplex, Praia de Botafogo, no Rio de Janeiro, e de 2 a 5 de junho, no Museu do Futebol, em São Paulo, o CINEfoot exibiu uma programação atraente e variada pautada em filmes nos formatos de curta e longa metragens.

As mostras competitivas foram realizadas no Rio de Janeiro e premiou com a Taça CINEfoot o melhor curta e o melhor longa metragens na cerimônia de encerramento, dia 31 de maio. Em 2011, concorreram 10 curtas e 8 longas. Os vencedores foram escolhidos através do voto popular.

No Cine Glória, Rio de Janeiro, nos dias 27 e 28 de maio, aconteceu a primeira Mostra Cineesporte, voltada para o público infanto-juvenil, com filmes de outras modalidades esportivas. E no Museu do Futebol, em São Paulo, no dia 4/6, ocorreu mais uma iniciativa inédita do CINEfoot: a Mostra Infantil, carinhosamente batizada de Mostra Dente-de-Leite.

Realizada com entrada franca em todas as sessões, a segunda edição do CINEfoot foi internacional, com filmes da Alemanha, Espanha, Suécia, Chile, Uruguai, Argentina e Inglaterra.

A sessão de abertura promovéu a pré-estreia do longa O GRINGO, sobre a trajetória de vida do craque Dejan Petković.

2010

Realizado no cinema Unibanco Arteplex, na Praia de Botafogo, Rio de Janeiro, e no Museu do Futebol, São Paulo, o 1° CINEfoot reuniu milhares de espectadores, às vésperas da Copa do Mundo da África do Sul. As salas de exibição foram transformadas em verdadeiras arenas esportivas, com a presença de um público trajando camisas de seus clubes, faixas e bandeiras.

Foram exibidos 26 filmes (16 curtas-metragens e 10 longas). A sessão de abertura exibiu o filme inédito “JOÃO”, de André Siqueira e Beto Macedo, documentário extraordinário sobre a vida do jogador, técnico e jornalista João Saldanha.

HOMENAGENS (2010 – 2011)

A primeira edição do CINEfoot promoveu duas homenagens. A personalidade do esporte foi o goleiro Félix, tri-campeão mundial pela Seleção Brasileira, em 1970. Félix encheu o cinema de emoção.

A homenagem à personalidade do cinema, foi para Marurice Capovilla, Diretor do filme “SUBTERRÂNEOS DO FUTEBOL”, uma obra-prima de 1964, indispensável em qualquer seleção de filmes sobre futebol.

Já em 2011, a homenagem do campo audiovisual foi para Oswaldo Caldeira, pelo filme PASSE LIVRE. Dentro das quatro linhas, o CINEfoot homenageou o FUTEBOL FEMININO, na pessoa da jogadora Érika Santos, atacante da Seleção Brasileira e do Santos F.C.

VENCEDORES (2010 – 2011)

O CINEfoot escolhe os filmes vencedores através do voto popular. Ou seja, é a torcida (ou os espectadores) quem define os premiados.

Em 2010, o longa-metragem vencedor foi “INACREDITÁVEL, A BATALHA DOS AFLITOS”, filme gaúcho, de Beto Souza. No segmento do curta-metragem, o vencedor foi “MAURO SHAMPOO, JOGADOR, CABELEIREIRO E HOMEM”, do carioca Paulo Fontenelle. Os Diretores vencedores ergueram a Taça CINEfoot para delírio do público.

Em 2011, o longa-metragem vencedor foi “COPA VIDIGAL“, de Luciano Vidigal(RJ). Entre os curtas, o vencedor foi o espanhol “PORQUE HAY COSAS QUE NUNCA SE OLVIDAN”, de Lucas Figueroa.

Prêmio Porta Curtas 2010: ”O DEUS DA RAÇA”, de Pedro Asbeg

Prêmio Porta Curtas 2011: “ON SIDE”, de Jonas Amarante

CINEfoot – Praticamos o futebol arte em todos os sentidos!

_____________________________________________________________________________

HISTORY

2011

From 26 – 31 May, in the Cinema Unibanco Arteplex, Praia de Botafogo, Rio de Janeiro, and from 2 – 5 June in the Football Museum in Sao Paulo, CINEfoot shows an attractive and varied program of short and long films.

The competitive exhibitions take place in Rio de Janeiro. On 31 May, at the closing ceremony, CINEfoot awards the best short and the best long film with the CINEfoot Trophy 2011. The winners of ten short and eight long films are chosen by the audience.

In its’s second edition, CINEfoot becomes an international event. Besides the brazilian productions, CINEfoot presents films from Germany, Spain, Sweden, Chile, Uruguay, Argentina and England.

The entrance to all events of CINEfoot 2011 is free. Please appear on time to ensure your free ticket.

On 27 and 30 May, the Cine Glória, Rio de Janeiro, celebrates the premiere of CINEESPORTE, an event dedicated primarily to an infantil and juvenile audience. Besides football, CINEESPORTE shows also other sport films. Last but not least, on 4 June, the Football Museum of Sao Paulo presents another premiere of CINEfoot: Mostra Dente-de Leite, an exhibition also dedicated to the kids.

In Brazil, people can already feel the atmosphere of the future World Cup in 2014. In this context, CINEfoot has emerged as an innovative initiative, that fills a gap in the brazilian circuit of festivals. That means, that the country lacked a film festival on the theme of football. Now it has. Check out our schedule and welcome to CINEfoot.

CINEfoot – practice the art of football in every way!

2010

Taken place at Unibanco cinema Arteplex, Praia de Botafogo, Rio de Janeiro, and at the Football Museum, São Paulo, the first edition of CINEfoot attracted thousands of spectators. A short time before the World Cup in South Africa, the theaters and exhibition rooms were transformed in truly sports arenas with visitors wearing club shirts, banners and flags.

Alltogether 26 films were shown (16 short and 10 long films). The opening film was JOÃO, an extraordinary documentary about the life of the player, coach and journalist João Saldanha,
directed by André Siqueira and Beto Macedo.

TRIBUTES 2010

The first edition of CINEfoot had two tributes. The first went to goalkeeper Felix, three times world champion with the brazilian national team in the 70’s. The appearence of Felix filled the whole cinema with emotion.

The second tribute went to Marurice Capovilla, director of the movie SUBTERRÂNEOS DO FUTEBOL – a masterpiece of 1964, which is essential in any selection of films about football.

WINNERS 2010

CINEfoot chooses the winning films by popular vote. It’s the fans or the audience, who defines the winners.

In 2010, the long film winner was INACREDITÁVEL, A BATALHA DOS AFLITOS, by Beto Souza. The short film winner was MAURO SHAMPOO, JOGADOR, CABELEIREIRO E HOMEM, by Paulo Fontenelle. The winning directors proudly presented the CINEfoot Trophy to an enthousiastic audience.